Origem
Sul do Japão
Nome Local
Narihira-dake. Introduzida na Europa em 1892 (França) e depois em 1895 (Inglaterra) * Resiste a -22º C
Características
Caules direitos, verde escuro colorindo-se de púrpura no Outono ao envelhecer. Porte em coluna, folhagem flexível e densa ao redor do caule, da base ao topo. Rizomas pouco invasores.
Cuidados
Dá-se em toda a parte mas o caule só toma a cor púrpura se estiver em zona solarenga.
Utilizações
Sebes, guarda-vento, tufos isolados, jardineiras.
Vantagens
O seu porte muito vertical permite efeitos decorativos diferentes dos Phyllostachys. É um bambu soberbo, ideal para formar uma mancha de verde. Rebentos jovens comestíveis.
Aos valores apresentados incluem IVA à taxa legal em vigor.

Outros Bambus

phyllostachys_nidularia_01 (1)

Phyllostachys nidularia

pleioblastus_linearis_03

Pleioblastus linearis

bambuparque3 (1)

Otatea aztecorum

chimobambusa_quadrangularis_tatejima_03

Chimonobambusa quadrangularis ‘Tatejima’

chimonobambusa_quadrangularis_02

Chimonobambusa quadrangularis

phyllostachys_aureosulcata_spectabilis_01 (1)

Phyllostachys aureosulcata ‘Spectabilis’

Caro Cliente,

Se é um cliente empresarial registe-se para ter valores especiais.